Now Playing Tracks

Depois da sua mãe matar seu primeiro namorado, ela se tornar uma pessoa má, possessiva, rancorosa, ter matado muitas pessoas inocentes (inclusive meu caçador lindo), ter lançado uma maldição onde ela seria absoluta, Regina descobriu que podia amar. Ela amou primeiro o seu filho adotivo, que uniu ela aos seus inimigos.

Depois de foder com a vida de uma fada por ser cética e amargurada, ela finalmente se entregou ao amor. Eu olho essa cena (print screen nervoso) em qual eu me arrepiei todo. Ela finalmente se permitiu ao amor da sua vida

É bizarro como as coisas são, mas esses três últimos episódios de Once Upon a Time tem me deixado esperançoso em relação ao amor. Nessas últimas quatro semanas, eu fiquei depressivo novamente, peguei uma gripe do cão, fiz uma prova de genética e agora descubro que estou com algum tipo engraçado de alergia.

To fodido, mas mesmo assim feliz por essa personagem, e feliz pela esperança que me trouxeram.

To Tumblr, Love Pixel Union